Marca

7 dicas para fazer gestão de marca

7 dicas para fazer gestão de marca
Escrito por SM8 Marcas

Ao construir um empreendimento duradouro, é preciso ter uma marca forte para realizar mais negócios. Para isso, a gestão de marca é fundamental, já que é dela o papel de gerar valor para a empresa.

A marca é capaz de dizer claramente o que é o negócio, que personalidades possui, o que representa e defende e, por último, que serviço e produto oferece. Uma marca tem a ver com percepções positivas ou negativas.

Portanto, toda a história da marca espelha a forma como os clientes a enxergam e o que esperam dela. Uma marca bem consolidada vende por si mesma, cria confiança, tem clientes seguidores e fãs fiéis.

Uma pequena empresa que está começando deve se preparar para investir cerca de 10% a 20% de seu faturamento na construção da marca. Essa é uma média considerada como ideal. Depois desse período de entrada no mercado, é possível reduzir esse investimento para cerca de 3% a 5% do faturamento previsto.

Quer saber com o fazer uma boa gestão da sua marca? Acompanhe essas 8 dicas que separamos para você!

1. Defina a identidade da sua marca

Para definir a identidade e fazer sua gestão de marca é preciso fazer algumas perguntas a si mesmo: Quem você é? Qual a personalidade você quer dar para a sua marca? Quais serão os valores da marca? Que benefícios oferecem aos seus clientes? Qual será o diferencial da marca?

Escreva suas respostas e envolva toda a sua equipe. Uma vez definida essa identidade, ela é para a vida toda. Considere que cada marca tem sua própria personalidade, assim como as pessoas também têm. A personalidade de uma pessoa sofre poucas variações durante a vida. Caso uma certa pessoa troque de personalidade sempre, isso significa que ela está sofrendo um transtorno, o que merece atenção.

O mesmo acontece com as marcas: ninguém quer comprar uma marca inconstante, com uma personalidade volúvel. Por isso, avalie cuidadosamente a identidade da sua marca antes de lançá-la.

2. Viva e faça viver diariamente a sua marca

Para a sua marca ser um grande sucesso, é preciso assegurar-se de que os seus clientes a vejam da mesma forma que você planejou.

Portanto, seja coerente em tudo o que fizer relacionado à marca: no contato com clientes, com o público de relacionamento, no lançamento de um serviço inédito, nos procedimentos de trabalho, na comunicação da marca e em tudo mais que envolva o negócio. Inspire e trabalhe sempre de acordo com a identidade criada para a marca.

3. Seja persistente

Todas as empresas e profissionais precisam evoluir e inovar seus serviços. Entretanto, é muito importante que a identidade da marca seja mantida.

Tome como exemplo a BMW: qual a promessa de sua marca? Ela promete prazer na condução. Mesmo que, de forma constante, ela evolua os modelos de carros e inove nas soluções, a promessa é mantida.

Na marca, o produto ou serviço passa por inovações, mas mantemos a coerência para que os clientes reconheçam o valor da marca e percebam que podem contar com a personalidade de sempre: a mesma promessa, reputação e objetivos.

4. Alinhe as expectativas

Entre a promessa que a empresa deseja e promessa percebida pelo cliente, existe sempre certa discordância. Para um alinhamento satisfatório das expectativas, é indicado contratar uma empresa especializada para monitorar de forma independente a maneira como os seus clientes veem e percebem a sua marca. Existirão surpresas, umas negativas e outras até eventualmente mais positivas.

O importante é alinhar a sua comunicação para corrigir os desvios na percepção. Dessa forma, é possível obter de maneira singular o posicionamento desejado da marca.

5. Comunique sempre

Para uma comunicação de marca eficiente, é preciso pensar em cada um dos objetivos e razões para fazer da marca parte de um diálogo com o consumidor. Recorra à sua identidade, à análise de percepção e aos objetivos da empresa.

De acordo com esses objetivos, defina as metas de marketing, que pode ser, por exemplo, aumentar a notoriedade da marca, gerar demandas, aumentar as vendas, entre outros.

Finalmente, estabeleça seus objetivos de comunicação. A marca é, muitas vezes, o maior bem de uma empresa ou profissional. O reconhecimento do mercado concede gerar relações longas e economicamente proveitosas.

Reforce o seu valor e promessa de marca, analise, afine e continue a comunicar.

6. Use a sua criatividade

Faça uma tempestade de ideias com o seu time de colaboradores e encontre formas criativas de chamar a atenção para a sua marca. Mas atenção: é preciso ter cuidado para não exagerar na dose! É preciso estar com a sua estratégia de identidade da marca bem alinhada.

Nesse sentido, não caia na tentação de fazer tudo sozinho ou internamente: contrate uma agência de publicidade especialista em gestão da marca. É um investimento necessário e que lhe trará resultados melhores do que você fazer tudo sozinho.

7. Saiba avaliar o potencial de sua marca

Temos diversas maneiras de você proteger, assegurar e medir o valor da sua marca. 

Para começar, é importante que você saiba quais são os principais defensores da sua marca. Eles deverão ser as primeiras pessoas a terem contato com seus produtos e serviços: os seus colaboradores diretos.

Dentro do seu negócio, você pode avaliar se a marca está bem conhecida, reconhecida e absorvida por meio de elementos como:

  • conhecimento: índice que mede o quanto as pessoas sabem sobre os valores e objetivos da sua marca.
  • proteção: o quanto a marca está blindada de diversas formas.
  • comprometimento: o quanto o negócio se compromete com o que a marca defende.
  • capacidade de adaptação: indica o quanto a marca está alinhada ao mercado. 

Sobre a percepção das pessoas com relação à sua marca, podemos listar os seguintes elementos como determinantes para a avaliação do seu trabalho de marca:

  • relevância: ela necessita provocar mudança na vida do público com o qual ela se relaciona.
  • entendimento: as pessoas precisam entender para que a marca veio.
  • autenticidade: sua marca necessita ter valores claros.
  • consistência: a sua marca precisa atender às expectativas das pessoas.
  • diferenciação: ela precisa ter uma posição de destaque na concorrência.

Lembre-se sempre de que reputação tem a ver com consistência e coerência. Assim, toda a experiência do cliente com o seu negócio e sua marca deve ser coerente. Uma experiência é bem mais ampla, abrangente, afetiva e transformadora do que um simples serviço.

E aí, o que você achou dessas dicas para fazer gestão de marca? Ficou alguma dúvida ou tem alguma sugestão? Deixe seu comentário com a gente!

Sobre o autor

SM8 Marcas

2 comentários

Deixar comentário.

Share This