Dicas

7 erros que você não pode cometer ao abrir empresa

7-erros-que-voce-nao-pode-cometer-ao-abrir-empresa.jpeg
Escrito por SM8 Marcas

Abrir empresa não é uma tarefa fácil. Mas para aqueles empreendedores que ficam atentos e evitam cometer alguns erros habituais cometidos por vários empresários, o caminho até o sucesso pode ficar muito mais curto.

Neste artigo, falaremos sobre 7 erros que você não pode cometer ao iniciar o seu negócio. Acompanhe a leitura e livre-se dessas falhas!

1. Desconhecer o mercado concorrente

Seus concorrentes precisam ser analisados criteriosamente. Entenda quais são os seus concorrentes e como eles atuam no mercado:

  • saiba quais são os produtos ou serviços que eles oferecem;
  • entenda se os clientes são fiéis ou se realizam a compra por pura falta de outras opções no mercado;
  • tenha uma noção de quantas vendas eles efetuam num determinado período de tempo;
  • analise os pontos fortes e também os pontos fracos que você pode explorar.

Procure se diferenciar e trazer novidades e inovações frente à sua concorrência — essa é a melhor maneira de se destacar no mercado, conquistar e fidelizar uma parcela de clientes dos concorrentes, ou garantir uma fatia de mercado inexplorada.

2. Não analisar a localização da empresa

A definição de um bom local para estabelecer o negócio é fundamental e está diretamente relacionada ao ramo de atividade da sua empresa. Procure um ponto bem localizado estrategicamente.

Se o seu negócio for um comércio que precise de muitas vendas para se manter, dê preferência a locais de grande movimento de pessoas como avenidas de grande fluxo de pedestres, próximo a pontos de ônibus, faculdades ou outros locais de grande concentração de público nas proximidades. Mas, por outro lado, se o seu produto ou serviço tem um grande valor agregado ou é direcionado a classe sociais mais elevadas, considere estabelecer seu ponto em shoppings ou galerias comerciais.

Em outras palavras: identifique onde está o seu público alvo e pesquise se o ponto comercial é favorável ao seu negócio. Essa análise garantirá que você não vai investir muito tempo e dinheiro no local errado, e precisar mudar depois. Ou, num cenário mais catastrófico, levar sua empresa à falência.

3. Deixar de registrar a marca da sua empresa

A marca de uma companhia é fundamental para diferenciá-la dos concorrentes. Ela faz parte do patrimônio da empresa. Nesse sentido, é fundamental resguardar esse bem patrimonial para que não seja tomado por outras pessoas.

Existe uma grande confusão entre título de estabelecimento, nome empresarial e marca. Vamos entender melhores esses termos:

  • Título de estabelecimento: refere-se ao estabelecimento, ou seja, o conjunto de bens utilizado para o exercício da atividade empresarial.
  • Nome empresarial: refere-se ao empresário — empresário individual (pessoa física) ou sociedade empresária personificada (pessoa jurídica).
  • Marca: refere-se ao produto ou serviço comercializado no mercado.

Embora todos esses pontos mereçam ser observados, a marca é a identidade da sua empresa que garante a propriedade do produto ou serviço. E é ela que será submetida a legislação federal de propriedade intelectual — Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI).

4. Não contar com uma assessoria para registrar a marca

O processo para registro de marcas é recheado de burocracias, consultas de viabilidade, taxas e documentos para conseguir viabilizar a sua propriedade intelectual. Realizar todos os passos sozinho pode ser muito complexo e cheio de riscos para o empresário que não possui conhecimentos práticos no assunto.

Contar com uma assessoria profissional especializada no registro de marca está ao alcance de todos: tanto no aspecto prático, como financeiro. Resguardar seu patrimônio intangível por meio de profissionais competentes trará muito mais segurança e tornará o processo mais simples para o empreendedor.

Evite dores de cabeça desnecessárias ao abrir empresa: conte com uma assessoria para registrar sua marca!

5. Não fazer um plano de negócio

O plano de negócio é de extrema importância para você conhecer melhor a sua empresa e traçar metas e estratégias no curto, médio e longo prazos.
Não precisa ser um documento muito extenso e complicado, mas é fundamental que nele constem:

  • o conceito do negócio;
  • os diferenciais competitivos frente à concorrência;
  • as oportunidades a explorar;
  • quais locais têm maior ou menor número de compradores.

Apesar de ser de extrema importância o desenvolvimento de um plano de negócio no início do projeto, o empreendedor precisa ter em mente que ele funciona como um organismo vivo, que vai evoluindo à medida que a sua empresa cresce e de acordo com as novidades e necessidades do mercado.

6. Não entender a real importância dos sócios ao abrir empresa

Muitos empresários erram ao escolher seus sócios, e isso pode determinar o fracasso do negócio. É fundamental que seu sócio tenha conhecimentos complementares e que vocês tenham um ótimo relacionamento, e isso deve ser levado em consideração desde o início do projeto: quando você decide abrir uma empresa.

Para se ter uma ideia, os maiores investidores em empresas costumam avaliar em primeiro lugar o time do projeto. A ideia, o plano de negócios e outros fatores são importantes. Mas o relacionamento da equipe é o fator de maior peso na hora do investidor decidir por aportar ou não o seu dinheiro.

Além de escolher bem os seus sócios, faça um contrato societário que resguarde e defina quais são os direitos e obrigações de cada um dos acionistas da sua empresa. Esse documento pode evitar problemas no futuro.

7. Saiba separar as finanças pessoais do caixa da empresa

A sua conta pessoal nunca deve ser misturada com dinheiro da empresa. O capital da empresa deve circular exclusivamente com negócio e não pode ser retirado para pagar suas contas pessoais.

O outro lado da moeda também é válido: nunca pegue dinheiro da sua conta pessoal para quitar compromissos financeiros da empresa.

Mesmo que você tenha a impressão que esse dinheiro não vai fazer falta, ou que você poderá fazer a reposição futuramente, é fundamental entender que o descontrole pode comprometer a sua análise dos resultados operacionais e acabar por dificultar o entendimento de qual a margem de lucro da empresa, gerando incertezas na hora de precificar o seu produto ou serviço e até na definição de estratégias.

Gostou desse artigo que apontou alguns erros que você deve evitar ao abrir empresa? Então deixe o seu comentário contando quais as dificuldades, erros cometidos e expectativas para abrir o seu próximo negócio!

Sobre o autor

SM8 Marcas

2 comentários

Deixar comentário.

Share This