Dicas

Aprenda como fazer contratação de funcionários corretamente

Aprenda como fazer contratações de funcionários
Escrito por SM8 Marcas

Você abriu o seu primeiro negócio e agora se vê envolvido com a contratação de funcionários. Se você está preocupado, é altamente compreensível. Contratar colaboradores é uma tarefa que exige dedicação, planejamento e estudo para avaliar o melhor perfil, pois uma escolha mal feita pode gerar custos para a sua empresa.

Para fazer uma contratação de sucesso, é importante você saber quais são as habilidades esperadas do novo profissional, o que ele pode agregar para o seu negócio e o que a empresa tem a oferecer para que o contratado se desenvolva, gerando bons retornos para a organização e para o profissional.

Neste momento em que você precisa fazer seu negócio crescer, vamos ajudá-lo com 10 dicas de como fazer contratação de funcionários corretamente. Acompanhe!

1. Crie critérios para o perfil desejado

Como tempo é algo precioso, muitas vezes pode-se cair na precipitação de contratar familiares, amigos de amigos e pessoas conhecidas, sem avaliar a experiência profissional desses candidatos. Considerar somente o fator facilidade não é o melhor caminho a seguir, pois existe uma grande chance de ser prejudicial no aspecto econômico e produtivo para a sua empresa.

Por isso, o ideal é ter calma e traçar o perfil ideal do novo funcionário para evitar incômodos futuros.

2. Divulgue

Atualmente, é possível fazer uma boa divulgação de oportunidades em aberto usando as redes sociais, como Facebook, LinkedIn e até mesmo o Twitter. Se o seu negócio já tiver um site, direcione para lá mais detalhes sobre as vagas.

Se você puder investir um pouquinho, existem sites de emprego nos quais você pode captar bons currículos.

3. Tenha calma

Na hora de contratar, avalie os candidatos com calma. Faça antes um planejamento para saber quanto tempo você pode investir para encontrar o candidato ideal e o quanto as atividades na empresa podem aguardar.

É importante o processo seletivo durar tempo suficiente para a escolha do melhor profissional, o mais preparado e que mais se adeque às necessidades da vaga e cultura da empresa. Entende-se por valores os objetivos da empresa.

Ignorar a cultura da empresa e contratar alguém desalinhado com os objetivos é ruim para a imagem do negócio, principalmente em aspectos econômicos, pois fatalmente terá de dispensar o funcionário — e isso gera custos.

4. Seja claro e objetivo durante a entrevista

Durante a entrevista de contratação, deixe claro o que a empresa está buscando em termos de solução para o negócio, quais as atribuições que o profissional escolhido vai desempenhar, o que a companhia considera como importante na conduta de um colaborador, quais são os benefícios que a empresa oferece, bem como as chances de crescimento profissional.

Essa fase é importante para que o candidato avalie se está disposto a aceitar os desafios que o cargo oferece e se os benefícios disponibilizados pela organização estão dentro do esperado por ele.

5. Avalie as experiências anteriores

Ouça do candidato como foram suas últimas experiências, saiba o que ele está buscando no mercado de trabalho e o que planeja para o futuro. Procure entender o quanto ele está disposto a investir para concretizar seus objetivos, bem como se isso tem relação com a função que vai desempenhar na empresa.

Conhecer também o que o candidato já contribuiu para o crescimento das companhias anteriores é muito importante. Procure saber quais foram suas conquistas profissionais e quais foram suas dificuldades, bem como se ele as superou.

6. Não contrate pelo coração

Na hora de selecionar, leve em conta o conhecimento sobre o serviço ou o potencial do candidato. Isso se torna fácil se você tem uma lista das características técnicas e emocionais definidas para selecionar um candidato.

Usar a razão em vez do coração aumenta as chances de selecionar o candidato perfeito. Fuja da armadilha de contratar com o sentimento de caridade. Se atenha ao perfil desejado para a vaga e mantenha o foco.

7. Dê atenção às etapas do processo seletivo

Depois de escolher o melhor perfil profissional e encontrar o candidato ideal, a etapa seguinte é a contratação. Contudo, a tarefa não se encerra aí. Você tem de treinar esse profissional dentro das atividades que ele vai desenvolver dentro do seu negócio.

É comum o erro de acreditar que o contratado tem muita habilidade na função — porque já a desenvolveu outras vezes — e vai fazer tudo sozinho. Isso é um engano. Cada local de trabalho, por mais semelhante que seja, tem suas particularidades. Por isso, existe a necessidade de treinamento antes de confiar a tarefa para que o novo funcionário a execute sozinho.

Ao ministrar o treinamento para o novo funcionário após a contratação, você transmite senso de organização e faz com que ele se sinta mais confiante para iniciar suas tarefas, já que vai ter condição de entender de fato o que é para ser feito e como executar com eficiência.

8. Analise bastante o candidato durante o período de experiência

Mesmo que você tenha seguido todos os passos acima, na hora de o funcionário executar suas tarefas, pode acontecer dele não se adaptar à função ou à cultura da empresa. Ou, até mesmo, você pode chegar à conclusão de que ele não é o perfil que a instituição precisa para aquela atividade ou momento do negócio. Isso deve ser analisado durante o período de experiência.

É relevante fazer um acompanhamento do funcionário após a contratação, verificando se as atividades estão sendo bem desenvolvidas e se ele está cumprindo todas as normas da empresa.

Caso não esteja correspondendo às expectativas, tome logo as providências de desligamento; pois, após o período de experiência, serão gerados custos e mais perda de qualidade nas funções desempenhadas, o que é muito ruim para os negócios.

9. Verifique as referências

É comum os candidatos valorizarem demais as passagens por outras organizações. É dever de quem seleciona checar se os dados informados são realmente verdadeiros.

É importante averiguar se a pessoa executava realmente as atividades que afirma ter conhecimento. Não tenha receio, ligue para os antigos empregadores e cheque as referências!

10. Faça uma análise comportamental

Atualmente, falhas comportamentais demitem mais do que qualquer tipo de falta de habilidade técnica. Aproveite o processo seletivo para explorar situações que podem revelar se o perfil comportamental do candidato se encaixa ou não na oportunidade em aberto e nos valores da empresa. Fazendo isso, você pode evitar muitos erros futuros.

As primeiras contratações podem parecer mais difíceis, pois demandam decisões e escolhas que você não tinha feito antes. Contudo, com o tempo vai se tornando algo natural e você pode até desenvolver suas próprias técnicas de contratação.

O que você achou dessas 10 dicas de como fazer contratação de funcionários corretamente? Deixe seu comentário!

Sobre o autor

SM8 Marcas

Deixar comentário.

Share This