Gestão

Custos da empresa: aprenda como reduzi-los já

custos-da-empresa-aprenda-como-reduzilos-ja.jpeg
Escrito por SM8 Marcas

Sempre que um empresário sente a necessidade de estruturar melhor seu negócio e torná-lo mais estável e seguro, sua primeira providência é reduzir os custos da empresa. No entanto, essa é uma estratégia que exige planejamento e muita cautela para que o efeito não seja justamente o contrário.

Já pensou o quão desastroso pode ser cortar gastos sem qualquer critério ou estudo? Isso pode afetar setores estratégicos da empresa e impactar negativamente em seus resultados. Por isso, antes de qualquer coisa, é preciso aprender a reduzir as despesas de maneira inteligente.

Pensando nisso, preparamos algumas dicas para que você reduza os custos da sua empresa corretamente e aumente suas chances de se tornar um empreendedor de sucesso. Acompanhe!

O desafio de fazer uma empresa crescer

Nos últimos anos o brasileiro tem investido cada vez mais em seu instinto empreendedor, aceitando o grande desafio de ser dono do próprio negócio. No entanto, em meio à recessão econômica e a um mercado cada vez mais competitivo, fazer uma empresa crescer exige a tomada de decisões importantes.

A redução de custos é uma dessas decisões que exige cautela e planejamento por parte do empresário. Por se tratar de uma medida séria e com riscos ao empreendimento, é comum que gere dúvidas e insegurança nos administradores.

No entanto, o processo, quando bem-feito, é capaz de proporcionar as condições necessárias para enfrentar a crise e crescer na contramão da realidade do mercado.

Portanto, em algum momento o empreendedor terá que realizar uma análise de custos a fim de identificar setores e gastos que podem ser reduzidos ou eliminados. Tudo isso é essencial para que a empresa permaneça competitiva e sobreviva às adversidades do mundo corporativo.

Aprenda a reduzir os custos da empresa

1. Avalie os custos gerais

O primeiro passo para cortar gastos de maneira eficiente é avaliar os custos gerais de sua empresa. Em momentos de crise, alguns gestores cometem sérios erros ao realizar esse processo sem qualquer critério ou prévia avaliação.

Nesse sentido, é extremamente importante conhecer bem todos os custos fixos de seu negócio e avaliar a relevância de cada um deles. Somente após essa análise aprofundada será possível realizar cortes de maneira segura.

2. Conheça seus fornecedores e estude contratos de renovação

Você já parou para pensar que algum contrato antigo pode não ser mais tão vantajoso quanto na época em que a sua empresa e o fornecedor firmaram a parceria? Essa é uma situação relativamente comum e, às vezes, não é identificada pelo administrador.

Por terem firmado uma parceria longa e confiável, alguns gestores não buscam novos parceiros e renovam os contratos automaticamente. Obviamente, uma parceria de sucesso deve ser mantida, mas é importante se manter atento à concorrência e às vantagens que outro fornecedor pode ofertar à sua empresa.

Assim, aprenda a negociar com fornecedores e, sempre que for renovar um contrato, conheça todos os disponíveis no mercado. Desse modo, você poderá negociar preços mais interessantes e até mesmo firmar novas parcerias.

3. Evite pagar pelo “não uso”

As contas de telefone e internet podem representar uma parcela considerável das despesas do negócio será que você usa tudo o que paga? Em alguns casos, por exemplo, a empresa contrata um plano de telefonia com muito mais minutos do que necessita, pagando por algo que dificilmente desfrutará.

Assim, procure fazer uma análise detalhada acerca da adequação do plano contratado às necessidades da empresa, avaliando e definindo a sua real demanda. Além disso, observe se o fornecedor escolhido é o mais eficiente no mercado e não se deixe seduzir por serviços adicionais desnecessários.

4. Centralize as compras

Centralizar as compras de sua empresa é uma excelente estratégia para reduzir gastos. Quando deixa para realizar uma aquisição maior, você consegue negociar melhor os preços e as condições de pagamento.

Portanto, procure reunir as compras de diversos setores e realizar uma só negociação. Evite fazer várias compras e em quantidades pequenas ao longo do mês recorra a elas somente em caso de urgência e real necessidade.

5. Use as redes sociais como ferramenta de marketing

O marketing é um setor primordial para o sucesso de qualquer negócio e, portanto, qualquer corte nessa área deve ser avaliado com cautela. No entanto, algumas estratégias podem significar economia sem afetar seus resultados.

Nos dias de hoje, as redes sociais se tornaram uma poderosa ferramenta para divulgação de marcas é possível atingir milhares de usuários com um investimento reduzido. Ou seja, é possível enxugar os custos com marketing por meio de uma comunicação direta e eficiente com o consumidor.

6. Estimule seus funcionários a economizar

Um empreendedor dificilmente conseguirá cortar gastos se não contar com a compreensão e a ajuda de seus funcionários. Por isso, tenha um diálogo aberto e informe com clareza sobre a necessidade de reduzir custos e o quanto isso será importante para a estabilidade da empresa.

Sua equipe de trabalho pode ser a responsável por uma grande economia de energia elétrica, água, telefone, suprimentos de papelaria e até mesmo de copos descartáveis. Portanto, procure sempre lembrá-los de como eles podem fazer a diferença nesse processo!

7. Estude a possibilidade de terceirização

A contratação de uma empresa especializada em determinado serviço traz inúmeros benefícios ao negócio, razão pela qual a terceirização tem se tornado uma opção interessante para empresas que precisam economizar e manter um alto padrão em suas atividades.

Desse modo, atividades que não dizem respeito à finalidade principal do empreendimento como limpeza, segurança e marketing podem ser colocadas nas mãos de uma empresa mais experiente e qualificada no ramo.

Além da economia com a contratação e a manutenção de funcionários, você desfrutará de um serviço dentro dos padrões de qualidade, podendo voltar suas atenções para aquilo que realmente faz sua empresa crescer.

Chegamos ao fim do post de hoje. Agora você tem em mãos um guia importante para reduzir os custos da empresa sem afetar a produtividade e o crescimento do negócio.

Como dissemos, todo o processo pode ser extremamente positivo se você souber empregar as estratégias adequadas. Portanto, comece agora mesmo a estudar as possibilidades e colocar em prática tudo aquilo que aprendeu.

Antes, que tal seguir nossa página no Facebook e no Twitter para ficar sempre por dentro das novidades?

Sobre o autor

SM8 Marcas

Deixar comentário.

Share This