Gestão

Você sabe como negociar com fornecedores? Aprenda aqui!

Voce sabe negociar com fornecedores
Escrito por SM8 Marcas

Sabemos que a realização de processos na empresa pede, cada vez mais, o uso de diversos materiais, equipamentos e tecnologias. E os fornecedores são justamente aqueles que oferecem esses recursos para a organização.

Nesse sentido, eles têm um papel muito importante para o empreendimento, afinal, a qualidade geral do produto e dos preços está diretamente ligada a esses insumos.

Logo, é fundamental ter habilidade para lidar com as transações comerciais com esses empresários. Só assim é possível estabelecer acordos que sejam lucrativos para a sua corporação, sem deixar de gerar, também, bons resultados para os parceiros.

Então, quer aprender as melhores estratégias para negociar com fornecedores? Continue lendo este post e confira agora mesmo!

Mantenha um contato próximo com os fornecedores

Em primeiro lugar, é importante ter um relacionamento próximo e cordial com os fornecedores. Afinal, como dissemos, é com os insumos que eles ofertam que sua empresa pode mobilizar a produção e se desenvolver.

Portanto, em vez de encará-los como concorrentes, pense neles como parceiros. Invista em relações amigáveis, e procure estabelecer confiança cooperação, fazendo acordos de forma que os dois se beneficiem mutuamente dessa relação.

Assim, com amabilidade, gentileza, palavras cordiais básicas — como “olá, como vai?”, “obrigado”, “é um prazer revê-lo” — e uma disposição em oferecer vantagens para as duas partes, sempre será possível garantir uma negociação bem positiva.

Pesquise mais sobre o mercado

Procurar conhecer o mercado é fundamental para que você faça definições adequadas das suas expectativas.

Isso porque não adianta apenas esperar conseguir preços muito abaixo do convencional. Do contrário, se você investiga as tendências, a possibilidade de realizar propostas mais viáveis e realistas é muito maior.

Além disso, pesquisar é importante para que você conheça mais opções e possa comparar preços, planos de pagamento, prazos, vantagens e desvantagens de cada empreendimento. Assim, é possível dialogar nas transações comerciais sabendo que existem alternativas.

E se as condições de uma corporação não o agradarem, você pode procurar outros fornecedores do mesmo ramo. Enfim: sua postura na negociação será mais segura, o que permitirá alcançar resultados mais positivos.

Saiba o que esperar e não faça exigências demais

É primordial ter uma expectativa realista para dialogar com os fornecedores. Ao entrar em uma negociação, você terá a possibilidade de colocar em pauta os seus interesses. Tenha consciência também do limite da sua empresa, pois ao extrapolar essa fronteira, você pode ter problemas.

É preciso desenvolver um equilíbrio. Se você for um comprador muito exigente, os fornecedores podem ficar insatisfeitos e, na primeira oportunidade, vão direcionar o foco para outros clientes.

Por isso, você pode até fazer objeções, mas procure sempre desenvolver acordos e relações ganha-ganha. Procure equilibrar os interesses e desenvolver soluções em conjunto com os negociantes: saiba abrir mão de um pouco, mas persista com as prioridades da sua organização.

Desenvolva uma postura adequada ao negociar com fornecedores

Em uma negociação, é preciso deixar os pontos principais claros, mas também é necessário não falar demais. Isso porque o excesso de exposição pode deixá-lo sem poder na operação.

Assim, por mais que a relação seja cordial e amigável, é necessário haver um limite entre o que é da sua organização e o que pode ser intercambiado entre você e o fornecedor. Além disso, sua postura também é decisiva no diálogo.

Então, fique atento à sua voz, sua expressão facial e seus gestos corporais. Se você demonstrar dificuldades, sua transação comercial pode ficar mais complexa: o outro pode perceber sua fragilidade e usar isso de uma forma muito sutil para adquirir mais vantagens.

Procure ainda ter muito cuidado ao lidar com suas emoções. Deixar transparecer medo, insegurança, impaciência, agressividade ou ansiedade pode te trazer problemas. De fato, essa emotividade aponta questões importantes, mas não deve ficar transparente na hora de negociar com fornecedores.

É por isso, aliás, que o autoconhecimento é fundamental para que um bom profissional possa ter uma postura mais madura. Assim, tente utilizar essa ferramenta a seu favor, desenvolvendo autocontrole e buscando ser mais racional durante o diálogo e o contrato.

Escolha uma boa estratégia para negociar

Fidelizar a relação com o fornecedor ou incentivar a competitividade são duas propostas interessantes para negociar. Entretanto, cada uma dessas estratégias tem seus prós e contras.

Muitas vezes, quando há uma relação de fidelidade, sua empresa consegue ofertas de preços mais baixos para os insumos, melhores forma de pagamento ou preferência no recebimento da compra. Isso, certamente, é vantajoso para o negócio.

A desvantagem, contudo, é que você fica um pouco suscetível ao parceiro. Assim, em algum momento, pode ocorrer um problema que impeça o fornecedor de continuar a cooperar. Portanto, é importante ter outros contatos para lidar com esse tipo de situação.

Por outro lado, quando você contata vários fornecedores e usa o preço do concorrente como forma de barganha, incentivando a competição, você também pode ter benefícios.

Nesse caso, comparar as condições de 3 empresários, por exemplo, é uma boa ideia. Afinal, um negociante pode tentar cobrir o preço do outro para garantir que você compre com ele. Mas a desvantagem, aqui, é a maior instabilidade e necessidade de pesquisar mais.

Seja pragmático e busque benefícios mútuos

Quando você é pragmático, tenta sempre resolver as questões de forma prática e objetiva. E uma operação comercial feita dessa forma é muito mais fácil. Não demanda tempo em excesso, e ainda permite que você evite conflitos e desgastes com o fornecedor.

Além disso, é desnecessário falar com floreios ou girando em torno da questão. E você se beneficia muito indo direto ao ponto de forma assertiva e coerente.

Procure também estabelecer medidas para que todas as partes saiam ganhando na negociação. Assim, ambos ficam satisfeitos e a chance de vocês fazerem outras operações comerciais é muito maior. Em outras palavras: você consegue um parceiro para o seu empreendimento.

Enfim, negociar com fornecedores é mesmo uma tarefa fundamental do gestor, como vimos. É importante conhecer as estratégias certas para estabelecer acordos lucrativos e para que ambas as partes tenham seus interesses atendidos.

Então, tente conhecer o mercado para definir bem suas expectativas e ter mais opções para contatar e desenvolva uma relação amigável e cordial com os negociantes.

Por fim, fique atento à sua postura, faça exigências moderadas, conheça seus limites e escolha boas estratégias para dialogar. Com essas medidas, suas transações comerciais certamente serão um sucesso!

Gostou de nossas dicas sobre como negociar com fornecedores? Então aproveite para assine a nossa newsletter e receba em primeiro mão mais informações como essas!

Sobre o autor

SM8 Marcas

Deixar comentário.

Share This